Translate

sábado, 11 de fevereiro de 2012

SUGESTÕES DE CONTEÚDOS - JORNADA PEDAGÓGICA

CONTEÚDOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA A sugestão de conteúdos, encontrada na seqüência do documento que segue, tem a finalidade de instituir na rede pública estadual um balizamento para a organização do planejamento pedagógico (sobretudo na Jornada Pedagógica), considerando a realidade em que a Unidade Escolar está inserida. A composição desses conteúdos teve como base documentos organizadores da educação nacional e os do âmbito próprio do Estado da Bahia. Não há referências para os desdobramentos dos mesmos em bimestres ou unidades didáticas, cabendo à escola esse ordenamento, sempre articulado com recursos e materiais pedagógicos e o planejamento coletivo que acentue o inter-relacionamento entre conteúdos e disciplinas, na medida da realização dessa atividade. Optou-se por transcrever para esse documento as competências e habilidades da Matriz de Referência do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM com o objetivo de estabelecer uma relação entre a proposta pedagógica de cada Unidade Escolar e o que está definido nos eixos cognitivos dessa mesma matriz: I. Dominar linguagens (DL): dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística e científica e das línguas espanhola e inglesa. II. Compreender fenômenos (CF): construir e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas. III. Enfrentar situações-problema (SP): selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema. IV. Construir argumentação (CA): relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente. V. Elaborar propostas (EP): recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. Ao considerar as competências e as habilidades de cada área de conhecimento, a Unidade Escolar estará contribuindo para que o aluno consiga tornar mais significativas as suas aprendizagens nas diversas situações de vida cotidiana, constituindo sentidos e significados para os saberes elaborados pedagogicamente. Para tanto é fundamental que se aliem teoria e prática, para que as concepções possam ser contextualizadas de modo a se tornarem compreensivas, tanto em relação às técnicas operacionais como em relação ao domínio das habilidades requeridas para a vida. Espera-se que sua publicação garanta à escola, aos professores, aos estudantes e aos gestores a reafirmação de marcos para a condução das atividades escolares. CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br ÁREA : LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS COMPETÊNCIAS E HABILIDADES Competência de área 1 - Aplicar as tecnologias da comunicação e da informação na escola, no trabalho e em outros contextos relevantes para sua vida. H1 - Identificar as diferentes linguagens e seus recursos expressivos como elementos de caracterização dos sistemas de comunicação. H2 - Recorrer aos conhecimentos sobre as linguagens dos sistemas de comunicação e informação para resolver problemas sociais. H3 - Relacionar informações geradas nos sistemas de comunicação e informação, considerando a função social desses sistemas. H4 - Reconhecer posições críticas aos usos sociais que são feitos das linguagens e dos sistemas de comunicação e informação. Competência de área 2 - Conhecer e usar língua(s) estrangeira(s) moderna(s) como instrumento de acesso a informações e a outras culturas e grupos sociais*. H5 – Associar vocábulos e expressões de um texto em LEM ao seu tema. H6 - Utilizar os conhecimentos da LEM e de seus mecanismos como meio de ampliar as possibilidades de acesso a informações, tecnologias e culturas. H7 – Relacionar um texto em LEM, as estruturas linguísticas, sua função e seu uso social. H8 - Reconhecer a importância da produção cultural em LEM como representação da diversidade cultural e linguística. Competência de área 3 - Compreender e usar a linguagem corporal como relevante para a própria vida, integradora social e formadora da identidade. H9 - Reconhecer as manifestações corporais de movimento como originárias de necessidades cotidianas de um grupo social. H10 - Reconhecer a necessidade de transformação de hábitos corporais em função das necessidades cinestésicas. H11 - Reconhecer a linguagem corporal como meio de interação social, considerando os limites de desempenho e as alternativas de adaptação para diferentes indivíduos. Competência de área 4 - Compreender a arte como saber cultural e estético gerador de significação e integrador da organização do mundo e da própria identidade. H12 - Reconhecer diferentes funções da arte, do trabalho da produção dos artistas em seus meios culturais. H13 - Analisar as diversas produções artísticas como meio de explicar diferentes culturas, padrões de beleza e preconceitos. H14 - Reconhecer o valor da diversidade artística e das inter-relações de elementos que se apresentam nas manifestações de vários grupos sociais e étnicos. Competência de área 5 - Analisar, interpretar e aplicar recursos expressivos das linguagens, relacionando textos com seus contextos, mediante a natureza, função, organização, estrutura das manifestações, de acordo com as condições de produção e recepção. H15 - Estabelecer relações entre o texto literário e o momento de sua produção, situando aspectos do contexto histórico, social e político. H16 - Relacionar informações sobre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário. H17 - Reconhecer a presença de valores sociais e humanos atualizáveis e permanentes no patrimônio literário nacional. Competência de área 6 - Compreender e usar os sistemas simbólicos das diferentes linguagens CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br como meios de organização cognitiva da realidade pela constituição de significados, expressão, comunicação e informação. H18 - Identificar os elementos que concorrem para a progressão temática e para a organização e estruturação de textos de diferentes gêneros e tipos. H19 - Analisar a função da linguagem predominante nos textos em situações específicas de interlocução. H20 - Reconhecer a importância do patrimônio linguístico para a preservação da memória e da identidade nacional. Competência de área 7 - Confrontar opiniões e pontos de vista sobre as diferentes linguagens e suas manifestações específicas. H21 - Reconhecer em textos de diferentes gêneros, recursos verbais e não-verbais utilizados com a finalidade de criar e mudar comportamentos e hábitos. H22 - Relacionar, em diferentes textos, opiniões, temas, assuntos e recursos linguísticos. H23 - Inferir em um texto quais são os objetivos de seu produtor e quem é seu público alvo, pela análise dos procedimentos argumentativos utilizados. H24 - Reconhecer no texto estratégias argumentativas empregadas para o convencimento do público, tais como a intimidação, sedução, comoção, chantagem, entre outras. Competência de área 8 - Compreender e usar a língua portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. H25 - Identificar, em textos de diferentes gêneros, as marcas linguísticas que singularizam as variedades linguísticas sociais, regionais e de registro. H26 - Relacionar as variedades lingüísticas a situações específicas de uso social. H27 - Reconhecer os usos da norma padrão da língua portuguesa nas diferentes situações de comunicação. Competência de área 9 - Entender os princípios, a natureza, a função e o impacto das tecnologias da comunicação e da informação na sua vida pessoal e social, no desenvolvimento do conhecimento, associando-o aos conhecimentos científicos, às linguagens que lhes dão suporte, às demais tecnologias, aos processos de produção e aos problemas que se propõem solucionar. H28 - Reconhecer a função e o impacto social das diferentes tecnologias da comunicação e informação. H29 - Identificar pela análise de suas linguagens, as tecnologias da comunicação e informação. H30 - Relacionar as tecnologias de comunicação e informação ao desenvolvimento das sociedades e ao conhecimento que elas produzem. DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA EMENTA: Estuda as variantes da Língua Portuguesa e adequação dessas aos contextos sócio comunicativos. Amplia as habilidades de análise e domínio das estruturas lingüísticas, de modo a aprimorar a leitura e a escrita dos diferentes gêneros textuais. Analisa a comunicação como processo dialógico em que os interlocutores constroem sentidos, a partir dos explícitos e implícitos. Estuda a literatura como expressão artística, histórico–cultural e identitária. OBJETIVO(S): Oportunizar ao educando o estudo da Língua Portuguesa como prática social concreta, de modo a ler, escrever e construir sentidos a partir dos diversos gêneros textuais que circulam socialmente, analisando a pluralidade da linguagem em textos literários e não literários, a fim de ampliar sua competência comunicativa oral e escrita. CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br CONTEÚDOS: 1º ano A arte literária Linguagem Literária e não literária Gêneros literários A arte literária como representação de mundo Origem da Língua Portuguesa Estilos Literários: de Portugal ao Brasil Trovadorismo Humanismo Renascimento Classicismo Quinhentismo no Brasil: Literatura de Informação Barroco Arcadismo Gêneros Textuais Notícia Quadrinhos Fábula As redes sociais: orkut / facebook / twitter, e-mail Poesias contemporâneas Música Cordel Lenda Paródia Entrevista Carta: de apresentação, do leitor, de amor, familiar, de intenção, comercial Poema (poesia satírica) Sermões Texto musical (músicas contemporâneas): (re)leituras do arcadismo Prática de leitura e produção textual oral e escrita Noção de texto: textualidade, situacionalidade, intencionalidade, aceitabilidade, intertextualidade Relação autor / texto / leitor O texto descritivo O texto narrativo Leitura cinematográfica (fílmica) A sonoridade das palavras Da análise da forma à construção do sentido. Concepção de linguagem - língua e fala Linguagem Verbal e não-verbal Linguagem tecnológica: orkut, facebook, twitter, e-mail, tecnologia comercial, etc. Funções da linguagem: referencial, apelativa, emotiva, poéticas, metalingüísticas, fática. CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br Recursos estilísticos Gramática do texto: as práticas de sentido Elementos coesivos Retextualização Níveis de formalidade Variação lingüística Operadores argumentativos Coesão e coerência Análise lingüística: Concordância nominal e verbal Ortografia Acentuação gráfica Regência nominal e verbal Colocação pronominal Crase Pontuação Emprego de conjunções e preposições 2º ano A arte literária como representação de mundo Romantismo Realismo Naturalismo Prosa naturalista x prosa contemporânea. Parnasianismo Simbolismo Gêneros Textuais Música Contemporânea Poemas, sonetos Cartão E-mail, twitter, orkut, facebook Recadinho, telemensagem, torpedo Verbete de dicionário Filme Romance Artigo de opinião Carta de leitor Contos Crônica Entrevista Sinalização de trânsito x símbolos do parnasiano Ilustração de poema (texto imagético) Prática de leitura e produção textual oral e escrita CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br Leitura comparada entre a tribo atual: gótica e a 2ª geração romântica e ultra-romântica. O texto dissertativo O texto informativo (midiático) Da análise da forma à construção do sentido. Linguagem do Romantismo Figura de linguagem – Sinestesia, metáfora, antítese, paradoxo, aliteração , assonância, inversão, hipérbato Linguagem não verbal / simbólica Linguagem tecnológica x linguagem parnasiana Recursos estilísticos Gramática do texto: as práticas de sentido Retextualização Operadores argumentativos Coesão e coerência Análise lingüística: Ortografia Acentuação gráfica Pontuação Concordância verbal e nominal Regência verbal e nominal Crase Emprego de conjunções e preposições 3º ano A arte literária como representação de mundo Pré-modernismo Vanguardas Européias Semana de Arte Moderna Modernismo: a geração de 30 – prosa e poesia. Neomodernismo: geração de 45 A poesia da geração de 60: poesia marginal e outra. Tendências da literatura Brasileira contemporânea - poesia e prosa Riquezas e contribuições das culturas africanas e indígenas a cultura brasileira. Gêneros Textuais Romance Poema Manifestos Moção de repúdio, de apoio Cartaz Folder Panfletos CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br Convite Músicas Ilustração Redação de ENEM / vestibular Prática de leitura e produção textual oral e escrita O texto persuasivo O texto dissertativo A argumentação Tipos de argumentos O estabelecimento das relações de sentido A linguagem do neomodernismo A articulação textual Mecanismos de coesão e coerência. Da análise da forma à construção do sentido. Linguagem moderna: simultaneidade de imagens Neologismos Recursos estilísticos Gramática do texto: as práticas de sentido Pontuação na perspectiva da construção de sentido. Operadores argumentativos Coesão e coerência Análise lingüística: Ortografia Acentuação gráfica Crase Pontuação Concordância verbal e nominal Regência verbal e nominal Conjunções e preposições CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br DISCIPLINA: ARTES EMENTA: Reflexão e teorização sobre como a arte é entendida e abordada enquanto objeto de estudo e fenômeno cultural, introduzindo às diferentes leituras da obra de arte e suas implicações enquanto dimensões valorativas e qualitativas da arte. Compreende a sensibilização e experiências de percepção, vinculadas à dimensão física da obra (o corpo e seus sentidos) e seu desdobramento conceitual/ significante, instrumentalizando e sistematizando a apreensão e a elaboração dos significados da obra de arte. OBJETIVO(S): Desenvolver o processo simbólico inerente ao ser humano, através das expressões: gestual, visual, sonora, corporal, verbal em situações de produção, apreciação e fruição, levando em consideração a relação dialética entre o eu e o outro, entre diferentes contextos culturais e diante de múltiplas manifestações artísticas, contemplando a diversidade das produções artísiticas. CONTEÚDOS: Introdução a História da Arte Conceito/Função da Arte Linha do tempo/Compreensão da contextualização histórica Pré-história (Brasil e Exterior) Arte Africana Arte Indígena (Brasil) Arte Negra no Brasil e na Bahia Arte Grega Arte Romana Introdução a História da Música Elementos da música Composição musical Construção de instrumentos Execução musical Arte Africana (lei 10.639/03) Arte Bizantina Arte Gótica Arte Renascimento Arte Barroca, incluindo a arte Barroca negra (Brasil e Europa) Introdução à história Teatro Introdução ao protagonismo e resistência negra no Teatro Elementos e função do teatro Elementos textuais do teatro Elementos do cenário, bastidores, som e iluminação Prática teatral CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br Arte Neoclássica Arte Naturalista/Realista (Brasil e Europa) Arte Impressionista Arte Expressionista Companhias negras de teatro Introdução à história da Dança História da dança e cultura negra no Brasil e na Bahia Elementos constitutivos da dança Adequação de cenário e figurino Prática de dança Arte Cubista Arte Futurista Arte Surrealista Pop Arte Vídeo Arte Performance Instalações DISCIPLINA: LÍNGUA INGLESA EMENTA: Introdução de estruturas básicas da língua inglesa, necessária à comunicação no idioma, envolvendo leitura e compreensão de textos escritos, bem como a produção oral e escrita. Trabalho com vocabulário. OBJETIVO(S): Produzir sentido para os vários tipos de linguagens realizadas na sociedade contemporânea; Comunicar-se interculturalmente; Respeitar e desenvolver atitudes cidadãs assumindo uma postura crítica-reflexiva frente ao processo de ensino-aprendizagem de Inglês no ensino médio; Perceber o papel da linguagem no exercício do poder, nas desigualdades e exclusão social. CONTEÚDOS: 1º ano The verb to be Wh- questions Yes-No questions Article – a – an The Prepositions Present continuous CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br Simple Present Going to Imperative Personal Pronouns Simple Past (regular/irregular) Simple Past (regular/irregular) Possessive Adjectives and Pronouns Past Continuous Modal Verbs Quantifiers: much, many, few, little Degrees of comparison I Verbe tense (review) (Trabalhar os conteúdos, contemplando a Lei 9394/96 – LDB (artigos 32 e 35), a partir de informações pessoais, variedades linguísticas (Americano vs Britânico), diversidade cultural, diálogos, utilizando diferentes linguagens.) 2º ano Degrees of comparison II - Tag questions Simple Future - Modal: will (expressing future) Future Continuous Modal: can Reflexive pronouns Genitive case Present Perfect I and II - Past Perfect - Past Perfect Continuous Some, any, no and compounds - Relative pronous I - Relative Pronouns II - VerbModal verbs: should and must (Trabalhar os conteúdos, contemplando a Lei 9394/96 – LDB (artigos 32 e 35), a partir de informações pessoais, variedades linguísticas (Americano vs Britânico), diversidade cultural, diálogos, utilizando diferentes linguagens.) 3ºano Relative pronous I Relative Pronouns II VerbModal verbs: should and must Conditional - The zero conditional - The first conditional - The second conditional CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br - The third conditional Passive voice I and II Active and passive voice Reported speech I - Indirect questions - Yes- No - Wh questions Adverbs: manner, time, place, degree, frequency Reported speech I - Some reporting verbs Infinitive and gerund - Verbs usually followed by the gerund - Verbs usually followed by the infinitive with to (Trabalhar os conteúdos, contemplando a Lei 9394/96 – LDB (artigos 32 e 35), a partir de informações pessoais, variedades linguísticas (Americano vs Britânico), diversidade cultural, diálogos, utilizando diferentes linguagens.) DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA EMENTA: A Educação Física no Ensino Médio tratará da cultura corporal, sistematicamente de forma a elevar o padrão cultural dos estudantes no que diz respeito a este componente curricular e sua prática em diferentes âmbitos da vida escolar e extra-escolar. Tem como objetivo avaliar sistematicamente os saltos qualitativos nas capacidades, habilidades e valores dos estudantes em relação a cultura corporal e esportiva. Para tanto são necessários conteúdos estruturantes da cultura corporal, ou seja, conhecimentos reconhecidos no campo da cultura corporal a serem rigorosamente tratados no trabalho pedagógico socialmente útil realizado na escola e seu entorno como, por exemplo, nas aulas, oficinas, festivais, jogos e outros trabalhos pedagógicos. OBJETIVO(S): Tratar da cultura corporal sistematicamente de forma a elevar o padrão cultural dos estudantes no que diz respeito à Educação Física e sua prática em diferentes âmbitos da da vida escolar e extra-escolar. CONTEÚDOS: Jogos - ludicidade - lazer Dança - expressão corporal - artes Esporte - mídia - eventos Ginástica - saúde - estética Capoeira - jogo - luta - dança Lutas - autocontrole - respeito ao próximo Atividades aquáticas - ser humano – natureza CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br Obs. : Os conteúdos relacionados, não estão organizados por série, pois os mesmos deverão ser trabalhados nas três séries do ensino médio, seguindo e ampliando o grau de complexidade, em observância e consonância com a proposta pedagógica da unidade escolar. ÁREA : CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS COMPETÊNCIAS E HABILIDADES Competência de área 1 - Compreender os elementos culturais que constituem as identidades H1 - Interpretar historicamente e/ou geograficamente fontes documentais acerca de aspectos da cultura. H2 - Analisar a produção da memória pelas sociedades humanas. H3 - Associar as manifestações culturais do presente aos seus processos históricos. H4 - Comparar pontos de vista expressos em diferentes fontes sobre determinado aspecto da cultura. H5 - Identificar as manifestações ou representações da diversidade do patrimônio cultural e artístico em diferentes sociedades. Competência de área 2 - Compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder. H6 - Interpretar diferentes representações gráficas e cartográficas dos espaços geográficos. H7 - Identificar os significados histórico-geográficos das relações de poder entre as nações. H8 - Analisar a ação dos estados nacionais no que se refere à dinâmica dos fluxos populacionais e no enfrentamento de problemas de ordem econômico-social. H9 - Comparar o significado histórico-geográfico das organizações políticas e socioeconômicas em escala local, regional ou mundial. H10 - Reconhecer a dinâmica da organização dos movimentos sociais e a importância da participação da coletividade na transformação da realidade histórico-geográfica. Competência de área 3 - Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais. H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço. H12 - Analisar o papel da justiça como instituição na organização das sociedades. H13 - Analisar a atuação dos movimentos sociais que contribuíram para mudanças ou rupturas em processos de disputa pelo poder. H14 - Comparar diferentes pontos de vista, presentes em textos analíticos e interpretativos, sobre situação ou fatos de natureza histórico-geográfica acerca das instituições sociais, políticas e econômicas. H15 - Avaliar criticamente conflitos culturais, sociais, políticos, econômicos ou ambientais ao longo da história. Competência de área 4 - Entender as transformações técnicas e tecnológicas e seu impacto nos processos de produção, no desenvolvimento do conhecimento e na vida social. H16 - Identificar registros sobre o papel das técnicas e tecnologias na organização do trabalho e/ou da vida social. H17 - Analisar fatores que explicam o impacto das novas tecnologias no processo de territorialização da produção. H18 - Analisar diferentes processos de produção ou circulação de riquezas e suas implicações sócio-espaciais. H19 - Reconhecer as transformações técnicas e tecnológicas que determinam as várias formas de uso CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br e apropriação dos espaços rural e urbano. H20 - Selecionar argumentos favoráveis ou contrários às modificações impostas pelas novas tecnologias à vida social e ao mundo do trabalho. Competência de área 5 - Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade. H21 - Identificar o papel dos meios de comunicação na construção da vida social. H22 - Analisar as lutas sociais e conquistas obtidas no que se refere às mudanças nas legislações ou nas políticas públicas. H23 - Analisar a importância dos valores éticos na estruturação política das sociedades. H24 - Relacionar cidadania e democracia na organização das sociedades. H25 – Identificar estratégias que promovam formas de inclusão social. Competência de área 6 - Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos. H26 - Identificar em fontes diversas o processo de ocupação dos meios físicos e as relações da vida humana com a paisagem. H27 - Analisar de maneira crítica as interações da sociedade com o meio físico, levando em consideração aspectos históricos e(ou) geográficos. H28 - Relacionar o uso das tecnologias com os impactos sócio-ambientais em diferentes contextos histórico-geográficos. H29 - Reconhecer a função dos recursos naturais na produção do espaço geográfico, relacionando-os com as mudanças provocadas pelas ações humanas. H30 - Avaliar as relações entre preservação e degradação da vida no planeta nas diferentes escalas. DISCIPLINA: HISTÓRIA EMENTA: O estudo do saber histórico demanda um conjunto de competências que se relacionam aos valores e atitudes integrantes do conhecimento histórico e sua função social. OBJETIVO(S): Reconhecer o papel dos vários sujeitos históricos, percebendo e interpretando as relações/tensões entre suas ações e as determinações que as orientam no processo histórico; Reconhecer a importância de estudos sobre a história da África, identificando características essenciais do continente em sua organização econômica, social, religiosa e cultural; Conhecer a história do negro e do indígena no processo de constituição do Brasil desde o período colonial até os dias atuais CONTEÚDOS: 1º ano O Homem em comunidades primitivas. Evolução do pensamento historiográfico: do mundo antigo à atualidade destacando a história de grupos hegemônicos, o eurocentrismo e o patriarcalismo historiográfico; civilizações do oriente próximo e surgimento do estado como organismo político: civilizações egípcia, mesopotâmica, CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br hebraica, fenícia e persa; a vida na China antiga e na África antiga. Constituição da cidadania clássica e as relações sociais marcadas pela expansão territorial escravista; o império alexandrino e a fusão oriente/ocidente; a prática escravista na África antiga. A presença da África como um universo histórico-cultural diverso e complexo antes da escravidão atlântica; Egito antigo e cinco milênios da civilização. O mundo medieval: ruralização, servidão, vassalagem e expansão do poder religioso; a expansão islâmica e sua presença na península ibérica. História cultural dos povos africanos. A luta dos negros no Brasil e o negro na formação da sociedade brasileira; História dos povos indígenas e a formação na sociedade brasileira. 2º ano A Conquista da América. Conflitos entre europeus e indígenas na América colonial. A escravidão e formas de resistência indígena e africana na América. Movimentos culturais no mundo ocidental e seus impactos na vida política e social: o Renascimento e as novas bases para a organização da vida social, política e econômica A expansão marítima, o processo da Revolução Comercial e o pioneirismo português, na ótica do mercantilismo. Formas de organização social, movimentos sociais, pensamento político e ação do Estado. Cidadania e democracia na Antiguidade; escravidão em África e escravidão mercantilista entre os séculos XV, XVI e XVII Estado e direitos do cidadão a partir da idade Moderna; democracia direta, indireta e representativa A exclusão feminina no processo de construção da democracia: da Grécia Antiga ao Estado Moderno. Revoluções sociais e políticas na Europa Moderna: 1) O luminismo, com foco particular na discussão sobre pressupostos racistas a partir de teorias do conhecimento e a inferiorização do negro – amplitude, desdobramentos e conseqüências 2) A Revolução Francesa 3) A Revolução Industrial A República no Brasil A industrialização brasileira, a urbanização e as transformações sociais e trabalhistas. Formas de organização social, movimentos sociais, pensamento político e ação do Estado no Brasil, com destaque para o movimento de mulheres em geral e de mulheres negras e indígenas, especificamente. Formação territorial brasileira; as regiões brasileiras; políticas de reordenamento territorial. As lutas pela conquista da independência política das colônias da América e o projeto de branqueamento na constituição do Brasil. Grupos sociais em conflito no Brasil Imperial e a construção da nação, destacando a organização política e territorial quilombola e indígena. 3º ano O desenvolvimento do pensamento liberal: seus críticos nos séculos XIX e XX O liberalismo e a exclusão por dentro da lógica da sua construção: conseqüências para a interpretação da diversidade, nos contextos da intolerância religiosa, étnico-racial, de orientação sexual, de gênero, do respeito e convivência com as diferenças e dos paradoxos sexistas nas relações sociais Políticas de colonização, migração, imigração e emigração no Brasil nos séculos XIX e XX, incluindo o projeto político do Estado brasileiro em privilegiar a vinda de europeus em detrimento de africanos e orientais ao Brasil. Geopolítica e conflitos entre os séculos XIX e XX: imperialismo, genocídio e a ocupação da Ásia e da CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br África e suas implicações na atualidade (indústria capitalista e sexual), as Guerras Mundiais e a Guerra Fria Os sistemas totalitários na Europa do século XX: nazi-fascista, franquismo, salazarismo e stalinismo. Ditaduras políticas na América Latina: Estado Novo no Brasil e ditaduras na América. A imprensa negra, a Frente Negra Brasileira (no Estado novo) e a participação negra na Revolução de 1932. O mito e a farsa da democracia racial no Brasil; a ideologia da mestiçagem. Conflitos político-culturais pós-Guerra Fria, reorganização política internacional e os organismos multilaterais nos séculos XX e XXI.; Brasil contemporâneo. A luta pela conquista de direitos pelos cidadãos: direitos civis, humanos, políticos e sociais. Direitos Sociais nas constituições brasileiras. Políticas de ações afirmativas. Vida urbana: redes e hierarquia nas cidades, pobreza e segregação racial e espacial. A redemocratização e a constituição cidadã: o suporte liberal ao fim da era militar; permanências e rupturas com o processo de exclusão; a emergência dos movimentos de defesa dos direitos civis no Brasil contemporâneo, diferentes contribuições: gênero, etnia e religiões O Brasil na estrutura de novos blocos econômicos: similitudes, diferenças, manutenção das desigualdades em todos os níveis da organização da sociedade; as conseqüências da não distribuição de rendas no Brasil e, especificamente, na Bahia. A revelação das desigualdades de gênero, étnico-racial, geracional e de orientação sexual. Novos contextos da questão da intolerância religiosa A industrialização brasileira, a urbanização e as transformações sociais e trabalhistas. Conflitos internacionais atuais. Crise econômica mundial. DISCIPLINA: GEOGRAFIA EMENTA: Possibilitar a compreensão do conceito, do histórico e contextualização da Geografia. Permitir a construção sólida do conceito de espaço, caracterizando e localizando o meio a partir da experiência de vida do estudante. Instrumentalizar o educando para o uso dos recursos didáticos contemporâneos como tabelas, imagens, gráficos, dados estatísticos e representações cartográficas que fundamentam a ciência geográfica. Possibilitar o protagonismo do estudante por meio de ações concretas de sustentabilidade considerando os conflitos de interesses, culturas, economias e industrializações que constituem o mundo globalizado. OBJETIVO(S): Possibilitar a análise compreensiva dos conceitos de natureza, paisagem, espaço, território, região, rede, lugar e ambiente, de forma que o educando entenda as relações socioeconômicas e políticas do mundo contemporâneo, assegurando a compreensão do conceito de sustentabilidade do espaço geográfico. CONTEÚDOS: 1º ano Cartografia e a representação da dinâmica terrestre; sistemas de interpretação e de localização geográfica. A fisionomia da superfície terrestre e as dinâmicas ambientais: contradições nas relações homem- CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br natureza e as transformações na paisagem, consciência ambiental em nível local, regional ou planetário; integração dos diversos elementos e fatores das dinâmicas ambientais: rochas, solo, clima, relevo, hidrografia, vegetação, etc. Análise dos problemas ambientais, à luz dos focos científicos sobre desmatamento, chuva ácida, efeito estufa, buraco na camada de ozônio, mudanças climáticas, créditos de carbono. Relações entre conservação ou degradação da natureza, e dinâmica e integração dos elementos biofísicos e da ação humana sobre eles. A placa tectônica sul-americana e o modelado do relevo brasileiro; os domínios morfoclimáticos e bacias hidrográficas; organização do espaço geográfico no Brasil e a linha de tempo de sua constituição; paisagem e espaço, identidades, etnias, divisões sociais no urbano e no rural. Dinâmica natural do espaço brasileiro, a partir dos grandes domínios morfoclimáticos presentes em nosso território; gestão dos recursos naturais. 2º ano A geopolítica da globalização: os fluxos da economia global, a nova ordem mundial, o sistema capitalista, o processo de multipolarização mundial, a terceira Revolução Industrial e a internacionalização do capital. Geopolítica, blocos econômicos e nacionalismos; tensões e conflitos globais e nos continentes O Brasil na economia mundial, a crise financeira na Europa e nos Estados Unidos, os impactos financeiros no mundo, o ordenamento do BRIC e as potências emergentes. População mundial: conflitos étnico-nacionalistas, movimentos separatistas, terrorismo Cidades e vida humana; ocupação produtiva do território: população, moradia, estrutura energética e fluxos econômicos. A fisionomia da superfície terrestre e as dinâmicas ambientais: contradições nas relações homem-natureza e as transformações na paisagem, consciência ambiental em nível local, regional ou planetário; integração dos diversos elementos e fatores das dinâmicas ambientais: rochas, solo, clima, relevo, hidrografia, vegetação, etc. Regionalização do Espaço Mundial: subdesenvolvimento e reorganização econômica na América Latina, África e Ásia x Industrialização dos países desenvolvidos. A África e Ásia: descolonização e re-espacialização no pós-guerra, o processo de migração de africanos para União Européia e a xenofobia, a formação dos Tigres Asiáticos no contexto global. Dinâmica desigual da produção do espaço urbano brasileiro no contexto do desenvolvimento tardio da Industrialização. As marcas importantes do processo migratório no Brasil: na expansão do capital agrário, na transição do capital agrário para o industrial. Processos e dinâmica populacional mundial e brasileira: estrutura etária e espaço econômico Desenvolvimento desigual e contraditório da produção do espaço urbano brasileiro no contexto do desenvolvimento tardio da industrialização; tensões vividas entre cidade e campo no Brasil como resultado das contradições do desenvolvimento desigual e contraditório. Geografia das redes mundiais: tecnologia, comunicação remota e desterritorialização 3º ano Cartografia: a importância da interpretação dos Mapas, projeções cartográficas e as nov as tecnologias cartográficas. Geografia física: erosão, fatores endógenos e exógenos, os domínios morfoclimáticos, faixas de transição, dinâmica climática, dinâmica da crosta terrestre, dinâmica da atmosfera, tipos de solo, tipos de relevo e os ecossistemas florestais, fluviais e marítimos. A questão ambiental brasileira, os impactos ambientais: desmatamento, chuva ácida, efeito estufa, CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br buraco na camada de ozônio, as enchentes, poluição ambiental. Semi-árido baiano: espaço biogeográfico e territórios de identidade, a configuração do espaço produtivo no semi-árido baiano, instituições, políticas regionais, relações econômicas e política ambiental regional. A população brasileira: distribuição espacial, estrutura etária, longevidade, mortalidade, crescimento vegetativo, metropolização e população economicamente ativa. Urbanização mundial: êxodo rural, migrações internas e externas, desequilíbrios sociais e naturais, aglomerações urbanas, redução da cobertura vegetal. População mundial: conflitos étnico-culturais, xenofobia, separatismos, migrações internacionais, nacionalismos, desemprego funcional, urbanização mundial, intolerância religiosa, conflitos árabe- israelense, “Primavera Árabe” A Organização do Espaço Geográfico: agropecuária, industrialização, biocombustíveis, transportes, comércio, fontes de energia, recursos minerais, turismo e meios de comunicação. A Nova Ordem Mundial: mercados regionais, blocos econômicos, moeda única, crises globais, mão -de- obra qualificada, desemprego, uso da robótica, Terceira Revolução Industrial, inteligência artificial, biotecnologia, nanotecnologia. Geografia das redes mundiais: desterritorialização, geopolítica e produção de espaço, tecnologia e comunicação remota Processo de Industrialização: desenvolvimento tecnológico, crescimento econômico, agroindústria, transformações espaciais, impactos ambientais e desemprego. Geografia física: erosão, fatores endógenos e exógenos, os domínios morfoclimáticos, faixas de transição, dinâmica climática, dinâmica da crosta terrestre, dinâmica da atmosfera, tipos de solo, tipos de relevo e os ecossistemas florestais, fluviais e marítimos. A questão ambiental brasileira, os impactos ambientais: desmatamento, chuva ácida, efeito estufa, buraco na camada de ozônio, as enchentes, poluição ambiental. Semi-árido baiano: espaço biogeográfico, instituições, políticas regionais, relações econômicas e política ambiental regional A população brasileira: distribuição espacial, estrutura etária, longevidade, mortalidade, crescimento vegetativo, metropolização e população economicamente ativa. Urbanização mundial: êxodo rural, migrações internas e externas, desequilíbrios sociais e naturais, aglomerações urbanas, redução da cobertura vegetal. População mundial: conflitos étnico-culturais, xenofobia, separatismos, migrações internacionais, nacionalismos, desemprego funcional, urbanização mundial, intolerância religiosa, conflitos árabe-israelense, “Primavera Árabe”. A Organização do Espaço Geográfico: agropecuária, industrialização, biocombustíveis, transportes, comércio, fontes de energia, recursos minerais, turismo e meios de comunicação. A Nova Ordem Mundial: mercados regionais, blocos econômicos, moeda única, crises globais, mão-de-obra qualificada, desemprego, uso da robótica, Terceira Revolução Industrial, inteligência artificial, biotecnologia, nanotecnologia. Processo de Industrialização: desenvolvimento tecnológico, crescimento econômico, agroindústria, transformações espaciais, impactos ambientais e desemprego. DISCIPLINA: SOCIOLOGIA EMENTA: Noções básicas de sociologia, desde seu surgimento, em conjunto com a importância dos estudos da sociologia para observação da realidade, na percepção de fatos e fenômenos, bem como na vida CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br cotidiana das pessoas. OBJETIVO(S): Entender o pensamento sociológico como instrumento de avaliação para o confronto de realidades e diferenças, no contexto das experiências humanas de conceber, organizar e modificar as relações sociais. CONTEÚDOS: 1º ano As Ciências Sociais e suas disciplinas De que se ocupam as Ciências Sociais Objeto e objetivo da Sociologia Conceitos básicos da Sociologia: classe social, estado, política, cultura, ideologia, identidade, contracultura, trabalho, produção, etc. Principais escolas sociológicas: Durkheim, Weber e Marx Pensadores e tendências do ensino da Sociologia Breve histórico da Sociologia no Brasil A sociologia militante de Florestan Fernandes A sociologia em ação: o estudo da sociedade humana Problemas sociológicos, estado e problemas sociais: breve discussão por etapas da história humana – feudalismo, renascimento, iluminismo, absolutismo, liberalismo, etc., à luz dos estudos sociológicos Comunidade, sociedade e cidadania Comunidade: construção conceitual ao longo da história Sociedade e seus organismos: interação entre instituições e indivíduos Cidadania: em busca de uma definição; qual cidadania? Direitos Humanos: marcos históricos e rumos para uma categorização sobre a necessidade de se definir a respeito dos direitos humanos Direitos Humanos na escola: análise sociológica sobre a instituição escolar e suas regras. Minorias e Direitos Humanos Os agrupamentos sociais Grupo social Normas e sanções sociais Estratificação e mobilidade social Comunidade, cidadania e as minorias Agregados sociais Mecanismo de sustentação dos grupos sociais Sistemas de status e papéis sociais Estrutura e organização social Os movimentos sociais no Brasil O contorno sociológico da questão cidade/campo Movimentos sociais no Brasil CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br Brasil Colônia ao Brasil Império Brasil República Contexto geral das lutas sociais no mundo rural A Guerra de Canudos como representação dos movimentos sociais e as interfaces com a literatura, o cinema e a música: a busca pela compreensão do seu significado As classes populares urbanas voltam à cena política O protesto social urbano nos anos 1970 e 1980 e reflexões sobre o protesto dos anos de 1930 O movimento sindical do Brasil contemporâneo: importância no Brasil dos anos 80 do século XX Os movimentos sociais urbanos no Brasil de hoje 2º ano Como a sociedade brasileira aparece aos nossos olhos A Constituição Brasileira: os sentidos da sua existência Aspectos do Estado no Brasil: os três poderes e relação entre eles As instituições políticas no Brasil O Brasil Moderno e o debate sobre nacionalismo e desenvolvimento; dependência e soberania nacional A realidade social brasileira: a declaração política sobre as superações dos problemas sociais e sobre a desigualdade Desigualdade social: fatalidade ou política? A ruptura com o senso comum A interpretação sociológica sobre a desigualdade social Políticas públicas para a superação da desigualdade A Convivência humana: sociabilidade e socialização Contactos sociais: indivíduo, grupo e coletividade O isolamento social e seus pressupostos Processos sociais e micro-revoluções na ordem social e na convivência humana Os movimentos sociais: conflito e ação coletiva, mudança e conservação; expectativa e realizações Os múltiplos movimentos sociais Interação social e a comunicação como paradigma do momento presente: a visão sociológica sobre a relação entre estado e sistema de comunicação Poder, ideologia e processos de exclusão Paisagens culturais brasileiras, mapa de identidades e políticas culturais Marcadores sociais da diferença (gênero, sexualidade/orientação sexual, raça/etnia, geração, identidade de crenças e de religiosidade) e seus laços e interrelações na produção e reprodução das desigualdades Processos de estigmatização e rotulação de determinados grupos e sujeitos sociais Debates sociológicos sobre a sociabilidade e socialização e seus nexos com a diversidade nos contextos da intolerância religiosa, étnico-racial, de orientação sexual, de gênero, do respeito e convivência com as diferenças e dos paradoxos sexistas nas relações sociais O caráter multicultural da sociedade brasileira e o olhar sobre a estratificação social Estratificação social no Brasil e o debate sociológico sobre a democracia racial: o que dizem os indicadores Principais formas de estratificação da sociedade brasileira, bem como as causas e consequências das CAB, 6ª Avenida, nº 600, Centro Administrativo da Bahia. CEP: 41.750-300. Salvador – Bahia - Brasil. Tel.: 55 71 3115–8938. Fax: 55 71 3371-7506 | www.educacao.ba.gov.br diversas manifestações de desigualdade no Brasil Raça e povo: a construção da identidade brasileira O mito das três raças Negros e brancos: a prevalência do discurso do embranquecimento O “homem cordial” Marcas africanas na cultura nacional A escola sociológica brasileira e os estudos sobre o negro e sua influência na construção da identidade nacional Compreendendo a sociedade baiana com a ajuda da sociologia: baianidade e marca identitária; raízes e origens no passado A presença negra e retratos da Bahia: patrimônio material e imaterial A história entrelaçada entre a África e a Bahia: a diáspora negra 3º ano Jovens, grupos sociais e diferenças entre eles: é possível uma sociologia da juventude? Juventude e juventudes: construto sociológico, vertentes e marcos jurídico-institucionais Juventude, culturas e estilos, sociabilidades: alguns debates Juventude e emergência das identidades nos contextos: de gênero, raça-etnia, de orientação sexual A década de 60 do século XX e as intensas manifestações culturais e políticas juvenis A participação da juventude na construção social do mundo de hoje: redes sociais, cultura e hegemonia nos processos de comunicação Juventude e cultura Musica e agregação coletiva nos grupos juvenis A música como principal produto cultural importante para os jovens brasileiros Adorno, música e a socialização da juventude: diversidade, identidade e construção de sentido(s) A escola como espaço privilegiado para práticas e representações simbólicas da juventude: o papel do Face, do AVE e do TAL como políticas para a juventude O Face, o AVE e o TAL: identidades positivas, produção de grupos culturais em pequena escala e, assim, mais do que atividades escolares Debates sociológicos sobre juventude e ciberespaço: as transformações que afetam as relações sociais contemporâneas sob o crivo do contexto on-line entre os jovens Juventude, procedimentos científicos e compreensão do mundo A sociologia como parâmetro para compreender o mundo pela ótica da ciência Combinação de caminhos metodológicos com a ajuda da sociologia para se entender a organização e funcionamento da sociedade e de suas instituições A pesquisa: questionários e a organização das suas respostas são instrumentos de investigação A Sociologia na escola e a prática de pesquisa sobre os hábitos alimentares na localidade: pistas e conjecturas sobre eles (os hábitos alimentares), saúde da população local e extrapolações sobre perfil epidemiológico da localidade Juventude, defesa da saúde, ciência e drogadição: a compreensão científica sobre a prática social de obstar o uso da droga Juventude, formação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário